Descubra os principais erros na hora da revenda

Descubra os principais erros na hora da revenda

Pontos que você e sua equipe devem focar para ter sucesso

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 22/12/2016 11:21 / atualizado em 22/12/2016 17:55 Estado de Minas /EM.com.br

Você é um vendedor de carros experiente? Trabalha com dedicação e ‘sangue nos olhos’? Em tempos de crise, o comércio sentiu o impacto da redução das vendas de carros tanto novos quanto usados, com previsão de queda de 19% nas vendas em 2016, de acordo com a Anfavea (Associação das Montadoras).

Então, que tal arregaçar as mangas e começar a observar em que características pode melhorar? Listamos abaixo os principais erros na hora da revenda de carros. Veja:

1) Não se qualificar

Se um possível comprador está interessado em um dos carros da concessionária em que você trabalha como vendedor, nada mais frustrante que um profissional que não domina a área em que atua.

Além de se sentir ludibriado, o comprador perde interesse pelo produto e sai da concessionária sem ter suas dúvidas sanadas. Resultado: provavelmente nunca mais retornará à loja.

Por isso é importante conhecer o produto a fundo, vantagens e desvantagens, enfim, todos os detalhes que compõem o carro, além de estar conectado com o mercado e com os principais concorrentes.

2) Esquecer o pós-venda

Algumas revendas oferecem o serviço de pós-venda; outras não. Mesmo que sua loja não ofereça esse benefício ao cliente, fazer o pós-venda por conta própria certamente fará você ganhar pontos na próxima compra do cliente.

As medidas são simples: dê um telefonema, mande um e-mail entre uma semana e 15 dias depois da compra, pergunte se ele ficou satifeito com a aquisição e coloque-se à disposição para quaisquer esclarecimentos.

Um atendimento adequado, sem exageros, pode fazer com que esse cliente funcione como um multiplicador entre familiares e amigos.

3) Desconhecer os desejos e afinidades do consumidor


Vamos supor que o cliente chegue a uma revendedora e relate detalhes de sua vida. Ele tem uma vaga ideia de qual carro gostaria de comprar, mas certeza, não tem nenhuma.


Caberá ao vendedor não somente oferecer o produto adequado para o perfil do cliente, como também mostrar benefícios reais do carro. Se o consumidor relatou que tem uma família grande, o ideal é mostrar a ele o espaço interno de um carro confortável. Se ele prefere a velocidade ao conforto, mostre um modelo mais esportivo e por aí vai.


4) Deixar de anunciar na internet

Não é segredo para ninguém que a internet mudou os hábitos dos consumidores, e, também, dos compradores de veículos.

Embora ninguém ainda concretize uma venda via web, o ambiente virtual proporciona vantagens como a efetiva comparação entre um veículo e outro, entre modelos, detalhes do carro que até então eram deixados de lado mesmo em ambiente físico e uma visualização antecipada antes da vista a uma revendeora ou concessionária.

Deixar de anunciar seu veículo na internet é um erro fatal para quem realmente tem interesse em vender o carro. No Portal Vrum, por exemplo, o cliente tem em mãos um site respondivo, que pode ser acessado de qualquer dispositivo, com uma média de 5,5 milhões de acessos por mês.

E em um futuro próximo, a expectativa é de que a indústria automobilística utilize o ambiente virtual para produzir carros cujos pedidos foram feitos pela internet. E isso é só uma questão de tempo.

E então? Pronto para não incorrer em erros desnecessários? Boa sorte nas próximdas revendas!



Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Ofertas

Últimas notícias

ver todas
27 de dezembro de 2016
22 de dezembro de 2016